Motion Graphics: Onde vender seus projetos de After Effects

Motion Graphics: Onde vender seus projetos de After Effects

 

Para você criar e vender projetos de After Effects, usando seus conhecimentos em motion graphics, é bom que você já tenha comido bastante pizza. Pois são as inúmeras pizzas que você comeu anoite durante os jobs que você fazia, que te daram a bagagem que você precisa para encarar esse desafio.


Assista a versão em vídeo deste artigo no YouTube!

Estamos falando em pizza e motion graphics, mas poderia muito bem ser x-burgers e modelagem 3D, ou cup cakes e composição de músicas, enfim, se aplica a uma infinidade de mercados.

 

Pizza Gourmet x Pizza Congelada

Mas esses serviços e produtos de vídeo que os clientes compram on-line não estão prostituindo nosso mercado e dizimando nossa renda?

 

 

Pense dessa maneira, você como profissional criativo que é, oferece ao mercado um produto que o seu cliente não vai achar pronto por aí, é uma pizza gourmet!

E quem consome e paga caro pela pizza gourmet não são as mesmas pessoas que compram pizza congelada no supermercado.

Quando inventaram a pizza congelada, eles pegaram uma receita tradicional de pizza e tornaram esse produto acessível a um público que antes não tinha o costume de consumir esse alimento.

Mas as pizzarias que fazem uma pizza mais elaborada e saborosa continuaram existindo.

Porque você não pega aquela receita que só você sabe fazer, e torna ela acessível a um número maior de clientes? Todo mundo vai sair ganhando.

 

Categorias de Produtização

Bom, voltando ao assunto, eu gosto de pensar em duas categorias em que você pode vender seus produtos de motion graphics:

Produtização ativa e produtização passiva.

 

Produtização Ativa

Produtizações ativas são aquelas em que você vai precisar trabalhar ativamente nelas para ser remunerado.

 

 

Você pode encontrar exemplos de produtização ativa em sites como:

 

 

Alguns link são parte de um programa de afiliados. Isso significa que caso você compre algum produto desse site, eu ganharei uma pequena comissão, sem que você seja cobrado a mais por isso. É importante deixar isso claro 🙂

Você pega uma habilidade sua, por exemplo animação de logo, e formata de uma maneira específica.

Quem comprar já sabe quanto vai pagar e o que vai receber. Você por outro lado, provavelmente saberá quanto tempo levará para fazer o trabalho.

É como pedir uma pizza no iFoods. Você escolhe o tamanho da pizza, os sabores e se quiser ainda pode pedir algumas customizações extras como tirar a cebola e adicionar milho (mas eu não recomendaria isso, pizza de milho não faz nenhum sentido).

Quando o pedido é aprovado, vai ter alguém do outro lado que vai estar trabalhando ativamente para que a sua pizza fique pronta.

Você pode fazer isso com animação de vinhetas, modelagem 3D, edição de vídeo, rotoscopia, enfim, muita coisa.

Eu não tenho experiencia nesse tipo de produtização, por isso, eu quero te falar de produtização passiva.

 

Produtização Passiva

Você cria o produto uma vez e ele fica disponível a venda na internet, se vendendo ao longo do tempo, sem que você precise trabalhar ativamente nele pra ganhar dinheiro.

 

 

Esse produto pode ser um template para After Effects, footages pre-renderizadas como backgrounds ou particulas, objetos em 3D, cenas de banco, músicas e efeitos sonoros, etc.

A pessoa que comprar vai usar seu trabalho como ele é, ou customizar por conta própria, o desenvolvedor não tem mais envolvimento com o produto depois que ele é vendido, apenas em alguns casos para suporte.

 

Como e onde vender esse tipo de produto?

Você pode vender por conta própria, montando um site ou algo do tipo. Mas vai ser muito difícil você conseguir tráfego o suficiente de pessoas precisando desse tipo de produto e é por isso que existem os marketplaces, ou supermercados, no caso das pizzas!

 

MarketPlaces

Esses sites vão ficar feliz em receber os seus produtos, caso eles atinjam o padrão de qualidade necessário, e por isso eles vão cobrar uma comissão.

 

 

Seus produtos serão como as pizzas nos supermercados. Os consumidores vão os comprar como eles são. Se eles quiserem, terão que customizar por conta própria.

Os marketplaces costumam funcionar em duas categorias:

Por assinatura ou venda direta de produto.

 

Por assinatura

Por assinatura é como um rodízio de pizzas. O cliente paga uma vez e pode comer, ou baixar, quantos assets quiser.

 

 

Existe um cálculo de rateio entre os autores e o marketplace. Cada marketplace tem o seu, mas geralmente essa modalidade favorece mais quem tem um grande volume de produtos, pois os cálculos costumam recompensar quem tem uma grande quantidade de downloads. A qualidade ou complexidade do seu projeto não conta tanto.

Exemplos desse tipo de marketplace:

 

 

Venda direta de produto

Na venda direta de produto o marketplace recebe uma comissão a cada produto vendido.

 

 

Essa comissão costuma varia de acordo com o volume total de vendas que o autor já fez ao longo do tempo. Alguns exemplos de marketplaces nesse estilo são:

 

 

Sendo bem sincero, eu tenho experiência apenas no VideoHive. Tive raras experiencias nas demais plataformas, mas pretendo aprender mais sobre elas no futuro e compartilhar o que descobrir.

 

VideoHive

Falando em Videohive, existem basicamente 4 categorias de produtos que você pode explorar.

 

 

  • Templates: Aqui entram projetos de After Effects, Apple Motion e Premiere.
  • Motion Graphics: Sempre que você criar algo, pre-renderizar e vender como um arquivo de video, geralmente .mov, com ou sem transparência, eles chamam esses footages de motion graphics.
  • Stock Footage: Esse é o famoso banco de cenas.
  • Add Ons: Presets e Scripts para After Effects e Premiere.

 

Preço

O preço do seu produto é definido a partir de 2 fatias.

 

 

Primeira Fatia

A primeira é a sua fatia. É o preço que você pretende cobrar, eles até te dão uma sugestão, mas você pode escolher o preço que quiser.

Vamos dizer, a título de exemplo, que nós vamos criar um template para After Effects, e que vamos cobrar $44 dólares por ele.

 

 

Segunda Fatia

A segunda fatia é a comissão que o comprador vai pagar para o marketplace ao adquirir o seu produto. Esta varia de acordo com o tipo de produto. Caso o seu produto seja motion graphics ou footage a comissão é $3 dólares. Já os templates de After Effects têm a comissão de $6 dólares por produto vendido. Desta forma, no caso do nosso produto fictício, o preço total será $50.00.

 

 

Comissão do Marketplace

Da sua fatia sairá também uma comissão para o marketplace.

Se você for um autor exclusivo, esta taxa varia de acordo com o total de vendas já realizadas pelo autor. Para quem vendeu mais de $75 mil ao longo do tempo, essa taxa é de 12,5%. Se este for o seu caso, neste exemplo você ganhou $38.5 dólares, ou seja, 77% do valor total é seu.

 

Valor recebido por um template de After Effects de $50 por um autor exclusivo com mais de $75k em vendas.

 

Caso você seja um autor exclusivo que começou a vender agora, a sua taxa começa em 37,5%. Neste caso você vai receber $27,50 dólares, 55% do valor total do produto.

 

Valor recebido por um template de After Effects de $50 por um autor exclusivo iniciante.

 

Se você for um autor não exclusivo, ou seja, vende o mesmo produto em outros marketplaces, você paga 45% do preço que você determinou para o produto. Neste caso sobrou para você $24,20 dólares, são 48% do valor total do produto.

 

Valor recebido por um template de After Effects de $50 por um autor não exclusivo.

 

Um detalhe, se o seu pais não tiver um tratado especial de comércio com os Estados Unidos, que é o caso do meu país, o Brasil, você terá que pagar uma taxa de até 30% do preço que você definiu a título de royalties quando a venda for para cidadãos estadunidenses. Sim, é uma facada e não tem como fugir.

 

 

 

Vale a Pena?

Muita gente me pergunta se vale mesmo a pena postar os produtos em marketplaces, já que a comissão no início é tão alta.

 

 

Mas pense comigo, se você for tentar vender por conta, para você conseguir um tráfego tão de pessoas querendo comprar exatamente o que você está vendendo, você terá que gastar muito com publicidade online. E provavelmente será bem mais do que a comissão que você vai pagar ao marketplace.

 

Porque Videohive?

O videohive é provavelmente o site mais popular de venda de templates para After Effects. E um dos mais antigos também. Mas não foi só por isso que eu o escolhi. Ele é também o mais aberto e transparente.

Ele te mostra algumas informações que podem ser bem inspiradoras, por exemplo, data de criação e a quantidade de venda de cada item.

 

 

O patamar em cada autor está, por exemplo, esse autor acima já vendeu mais de $750 mil dólares no total.

Quando você cruza estas informações fica fácil de entender o potencial de um produto. Isso te ajuda a entender em que tipo de produto você deveria gastar o seu tempo produzindo.

Usando essas informações, você arrisca dizer quanto a 2DeadFrog já faturou? Deixe o seu comentário, quem chegar mais perto do valor vai ganhar… um abraço!

 

Vamos produtizar?

A escolha do marketplace para vender os seus produtos de motion graphics vai depender como você vai querer vender eles.

 

 

Se você vai querer trabalhar ativamente neles, ou se vai querer vendê-los de maneira passiva.

Dependerá também do nível de acabamento que você vai poder entregar. Eu por exemplo já tive projeto rejeitado no VideoHive, mas aceito no Pond5. Isso mostra que os marketplaces tem diferentes níveis de exigência.

Se você pensar em longo prazo, criar produtos é uma ótima ideia, pois a partir do momento que você tem um portifólio com vários produtos a venda, você passa a ter uma ótima receita extra no final do mês.

Bote em prática essa ideia e compartilhe comigo o que você anda criando. Vou adorar ver o que você produziu!

 

Abraços, Jack.